Tíquete médio nas vendas de Dia dos Pais pode ter incremento de 20% no comércio caxiense

Com estimativa de 1,4 presente, investimento por cliente deve ficar em R$ 239,52. Itens de vestuário e moda, de calçados, de perfumes e cosméticos serão os mais procurados para a data. Atendimento e produtos de qualidade são fatores decisivos para a escolha

 

Os consumidores estão dispostos a investir mais em presentes no Dia dos Pais deste ano. A tradicional pesquisa de intenção de compras do Núcleo de Informações da CDL Caxias do Sul apurou que, apesar da estabilização na pretensão de aquisição (- 0,72%), o tíquete médio para a data pode ter aumento de 22%, chegando a R$ 239,52. Em 2021 o valor estimado era de R$ 196,33 e em 2020 de R$ 188,48. Com um maior investimento nos produtos, a expectativa é que neste ano as vendas para o Dia dos Pais tenham um incremento de 16,8% no comércio caxiense.

Quase 45% dos entrevistados afirmaram que já foram ou pretendem ir às compras e outros 5,40% disseram que talvez possam ir. Mais de 65% dos consumidores irão presentear os pais, 24,72% os parceiros e 4,19% os sogros. Dos participantes que responderam que não irão às compras para a data (50,75%), praticamente metade é por não ter quem agraciar, e outros 22% não tem uma boa relação com o pai.

“O aumento no tíquete médio é explicado por duas variantes. A primeira delas é a elevação nos preços, de modo geral, mesmo com dois meses de deflação. O segundo ponto é um melhor resultado da economia, com crescimento constante no saldo de empregos formais no município, o que possibilita mais renda para a população. Ou seja, as pessoas estão percebendo que vão precisar investir mais para comprar um presente, mas elas também estão podendo gastar mais neste ano. Estamos otimistas com esses sinais de crescimento e de retomada”, avalia Cleber Figueredo, coordenador de Tecnologia, Informação e Inovação da CDL Caxias do Sul.

Cerca de 70% dos consumidores já decidiram o que comprar neste ano, com média de 1,4 presente. Os itens de vestuário e moda continuam sendo os preferidos, com 50,36% das intenções, seguidos de calçados (19,46%) e de perfumes e cosméticos (13,63%). Entre os fatores decisivos na hora da escolha estão o atendimento (40,70%), produtos de qualidade (17,98%), itens diferenciados (7,12%) e condições de pagamento (5,87%).

Neste Dia dos Pais, o favoritismo por lojas em shoppings e em bairros voltou a crescer, chegando, a 29,84% e 16,39% das escolhas, respectivamente. Comparado ao ano anterior, a procura pelos presentes em centros comerciais e nos estabelecimentos fora da área central podem dobrar.

Segundo Figueredo, durante a pandemia, os lojistas de shopping perderam uma parcela das vendas por conta das restrições. Ainda em agosto de 2021, os espaços estavam com os atendimentos limitados e as pessoas ainda tinham receio de frequentar. Esse cenário só começou a mudar próximo da Black Friday, em novembro.

“Neste ano, temos uma perspectiva muito melhor com o atendimento normalizado. Os estabelecimentos estão focados em atrair o público novamente para os shoppings. Percebemos que os empreendimentos estão investindo muito em marketing, em promoções, utilizando os recursos que foram pouco utilizados nos últimos dois anos para chamar o consumidor”, analisa.

No mesmo período, segundo o coordenador de Tecnologia, Informação e Inovação, também houve uma migração dos clientes para lojas mais próximas às suas rotinas.

“Percebemos que muitos negócios estão abrindo unidades nos bairros para ficarem mais perto do público. O consumidor está buscando facilidades, sem precisar enfrentar obstáculos como estacionamento e até mesmo os próprios ambulantes nas calçadas da área central, que dificultam a circulação e entrada nos espaços”, pontua Figueredo.

Ambientação das lojas influencia nas vendas

Para quase 80% dos entrevistados na pesquisa de Dia dos Pais da CDL Caxias, a decoração das lojas é importante ou muito importante. O levantamento ainda identificou que a ambientação do ponto de venda colabora para que 75% dos clientes entrem e confiram os produtos. Apenas 6,77% dos participantes afirmaram que consideram irrelevante a ambientação.

“Além de atrair o público para dentro dos espaços, a decoração também é uma forma de lembrar a população sobre a proximidade da data. Nosso estudo observou que entre os motivos que ajudam a lembrar do Dia dos Pais está a época do ano (40,30%) e as pessoas comentando (15,82%), ou seja, precisamos fomentar para atrair ainda mais consumidores para o varejo”, destaca o coordenador da CDL.

Para 77%, o Dia dos Pais remete muito ao sentimento de amor e gratidão. Esta afeição influencia 59% na hora das compras e também leva os consumidores a comemorarem mais fortemente a data (50%), a adquirirem mais presentes ou gastar mais (25,44%) e a criarem surpresas (22,81%).

A Pesquisa de Intenção de Compras da CDL Caxias do Sul foi realizada com 796 moradores de diferentes pontos da cidade, nos dias 27 e 28 de julho. O levantamento tem índice de confiança de 95% e margem de erro de 5% para mais ou para menos.

Comente com Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.